quinta-feira, 15 de maio de 2008

#3 The End of a Dream...



As life itself, everything must come to an end...
It's with sadness that i now give you this...


Dwelling terminou. 2000-2008

Nada é eterno.

É com pesar que comunicamos o fim de Dwelling.

Morre assim este projecto, sem direito a velório ou um Requiem que cante a sua glória. Deixa-nos a nós muitas saudades, memórias de muitas alegrias e algumas vitórias, ao lado de algumas lágrimas e correspondentes derrotas. Aproveitamos para agradecer a quem nos apoiou, a quem nos amou, e a todos aqueles que nos criticaram também - já que pelo menos não ficaram indiferentes.

Obrigado por tudo,

Dwelling

4 comentários:

Rosarito disse...

Nenhum sonho devia terminar... mas há sempre o despertar. É uma pena. Vão fazer muita falta. A vossa música é um bálsamo de beleza que não pode ser esquecida.
Para ti, Sílvia, os sonhos comandam a vida. Só sonhando é que conseguimos avançar neste difícil mundo. E sonhos tão belos como os Dwelling, nunca terminam.
Um grande beijo.

João Castro Pinto disse...

Querida Sílvia;

É com pesar que tenho notícia de tal desfecho, todavia, e fazendo jus às sábias palavras da Rosarito, o sonho é eterno e o fim não é realmente o derradeiro momento.

Nada termina, porque tudo é transformação e inscrição no infinito registo da nossa experiência existencial!

Recebe um abraço e beijo amigo;

João Castro Pinto

Anónimo disse...

Auch... Esta doeu!!
Desculpa, mas a palavra que me ocorre é... merda! :(
Sei que não devia... mas é mesmo o que me ocorre, e o meu lado egoista não me deixa olhar para essa coisa do "ah aí virão coisas melhores"
De qualquer modo, um grande beijinho para ti (com saudades das conversas)
André Leonor

Guilherme disse...

Ah pois é!
Os sonhos só acabam quando acordamos e como são eles que comandam a vida, só temos de fechar os olhos e começar outro. Com a certeza que o importante são as emoções que ele arrasta.
Palavra de padrinho, ;)
Agora pontapé pr'a frente e faz-me aquele favor, sê feliz!